Mesa 1 – 9:00 – 12:00

Marcos Vinícius Evangelista (Graduando USP)
O conceito de fetiche como patogenia na Dialética do Esclarecimento

Ronaldo Tadeu de Souza (Doutorando USP)
A Forma da Ação Politica em Max Horkheimer: uma leitura de Teoria Tradicional e Teoria Crítica

Eduardo de Borba (Mestrando UFSC)
Emancipação em tempos de democracia

Simone Fernandes (Mestranda USP)
A recepção de Nietzsche no pensamento de Horkheimer: sobre a repressão dos instintos na sociedade burguesa


Conferências

 

14:30 Marcos Nobre (UNICAMP/CEBRAP)
A Teoria Crítica como teoria da subjetivação da dominação

15:30 Rúrion Melo (USP/CEBRAP)
Repensando o déficit sociológico da teoria crítica: de Honneth a Horkheimer

16:30 Pausa para o café

17:00 Franciele Petry (UFSC)
Razão, filosofia e formação em Max Horkheimer

18:00 Fernando Rugitsky (USP/CEBRAP)
Aspectos políticos do Capitalismo de Estado

19:30 John Abromeit (Buffalo State College)
Genealogy and Critical Historicism: Two Models of Enlightenment in Horkheimer and Adorno’s Writings

Apoio: FFLCH-USP, FAPESP e CEBRAP

 

 

 

 

 

Anúncios